O que é: um serviço de locação de equipamentos oferece os mais diversos itens de trabalho para carpintaria, jardinagem e construção civil. Os aluguéis de equipamentos são oferecidos para empresas que tem grande demanda de funcionários, porém não possuem o interesse em adquirir os itens. 

Por que alugar equipamentos: Quem quer abrir ou já abriu um negócio no ramo de locação de equipamentos, tem uma grande oportunidade de ganhar dinheiro. O setor está em franca expansão, não só no ramo de locações individuais, como também para o ramo de construção civil.

Locação de equipamentos em alta

O ramo de construção civil tem tido um imenso fôlego nos últimos 10 anos, majoritariamente por programas do governo na área habitacional e de infraestrutura como um todo. Programas como o PAC e eventos como a Copa e, posteriormente as Olimpíadas, têm alavancado as demandas de equipamentos. Empresários, indivíduos e até setores do governo têm buscado empresas com expertise no mercado de locação.

Mas é preciso que o empreendedor mantenha organizado seu estabelecimento, para que não venha a ter prejuízos. Vamos a algumas dicas para que você possa organizar tudo e manter crescimento saudável de seu empreendimento.

1. Foco e direcionamento

Primeiramente, saiba para qual tipo de cliente será o seu trabalho. Se for no setor de construção, ou mesmo agrário, faça uma pesquisa para que o número e tipo de equipamentos adquiridos seja compatível com a demanda futura. Converse com potenciais clientes e levante as demandas reprimidas, ou seja, aquelas que existem, mas que ninguém ainda explorou.

2. Organização

Tendo já em mente e anotado o que será preciso adquirir, elabore uma planilha com os tópicos referentes aos equipamentos, preços e ações a serem tomadas, para que se tenha uma visão bastante clara de todo o processo.

Faça um inventário de cada produto adquirido, com as especificações como cor, tamanho, tipo, etc, de cada uma das peças. Mantenha atualizadas informações de custos de manutenção, bem como quais os produtos têm maior saída.

3. Registro de locação

02

Não confie na memória. Saber os detalhes de cada operação passa também por conhecer a clientela. Faça um cadastro para cada cliente, tendo de forma completa as informações pessoais e empresariais deles, garantindo também que se possa atendê-los da melhor forma possível.

4. Manutenções

Dependendo do tipo de equipamento, haverá a necessidade de manutenções mais corriqueiras. Exemplo, um guindaste precisa de constante revisão para observar desgastes ou mesmo quebra de componentes, ou uma motosserra que necessita de lubrificação, troca de peças e alinhamentos. Isso tudo deve estar bem discriminado em planilha de manutenções preventivas e corretivas, se for o caso, com datas e informações pertinentes. Toda vez que o equipamento voltar para a locadora, deve ser revisado no intuito de encontrar avarias.

4. Histórico de locatários

03

Cada cliente que busca a empresa para o aluguel de equipamentos possui um perfil de como utiliza o equipamento. Portanto, é bom que se tenha uma noção de como esse cliente trata os maquinários. Estabeleça de forma bastante clara um grau de confiança, notificando a cada cliente a necessidade de seguir a correta utilização de cada equipamento.

5. Utilize ferramentas de Gestão

O bom uso de ferramentas de gestão ajudará a ter uma visão mais detalhada de como proceder em cada situação de imprevisto e, como potencializar a captação de clientes. Manter o asseio do local de armazenagem de cada equipamento, cadastrar com objetividade e de forma completa, padronizar procedimentos e fidelizar clientela são alguns dos componentes de uma empresa de locação saudável e lucrativa.

Há empresas especializadas em implementação de sistemas de gerenciamentos e até de consultoria de projetos. Com certeza, um bom profissional pode ajudar você a enxugar gordurinhas e turbinar sua empresa.

Fonte: http://blog.luz.vc/como-fazer/locacao-de-equipamentos/#sthash.ROWNVrgZ.dpuf